Calouros de Zootecnia participam de aula prática em Canil do Bope

Proposta da disciplina, fez parte da semana de acolhimento e levou alunos a desmistificarem a ligação entre Zootecnia e fazenda

14/02/2017 04h01 - Atualizado em 09/12/2019 às 08h58

Jacqueline Freire – jornalista colaboradora

link da noticia: http://www.ufal.edu.br/estudante/noticias/2017/2/calouros-de-zootecnia-participam-de-aula-pratica-em-canil-do-bope 

Cerca de 35 calouros do curso de Zootecnia da Ufal participaram de uma aula prática, no início das suas atividades, no Canil do Batalhão de Operações Especiais (Bope). A atividade fez parte da calourada do Centro de Ciências Agrárias da Ufal, e os alunos puderam observar e vivenciar como é a rotina de um canil. O objetivo das disciplinas Introdução à Zootecnia e Nutrição e alimentação de cães e gatos, era desmistificar a ideia de que o profissional da área só trabalha em fazendas ou com animais de criação.

Segundo o professor Elton Lima, a visita e aula prática trabalharam manejo, cuidados, bem-estar e alimentação de cães. “O objetivo da visita foi conhecer o canil e apresentar como o zootecnista pode trabalhar também na área de animais de estimação, fato que aconteceu também no canil do Bope, pois até pouco tempo tínhamos um ex-estudante que depois ingressou no Bope e estava trabalhando lá no canil”, contou o professor.

“É a quarta vez que vamos com uma turma do 1º período fazer esta visita, sempre somos bem acolhidos, pois os policiais explicam todos os detalhes da rotina no canil e das atividades ao qual os cães são submetidos, como se fossem verdadeiros policiais também; as diversas ações e especificidades dos animais, como cães que são preparados para guarda e combate, outros que são treinados para proteção, outros que são treinados para busca de narcóticos ou bombas, etc. Os policiais também fazem demonstrações bem interessantes sobre como os animais agem e sobre o comportamento dos mesmos”, explicou Elton Lima.

O Batalhão de Operações Especiais e a Ufal mantém parceria com a realização de pesquisas com os animais do Bope pelos alunos e professores do Ceca e ainda como campo de estágio para os futuros zootecnistas.